Em turnê no Peru: descoberto mural escultural mostrando as mudanças climáticas

¿Deseas saber más?
¡Chatea ahora! ¡Llámanos ahora!
Comparte la noticia:
Disponible también en:

A zona arqueológica de Caral, com 5.000 anos de idade, ainda é considerada a cidade mais antiga da América, sendo a única de seu tipo de edifício monumental. Declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 2009.

Desta vez, Caral destaca, por ter sido descoberto recentemente, algumas gravuras com 3 800 anos, com motivos que remetem às mudanças climáticas.

Ruth Shady, diretora do Complexo Arqueológico, tornou pública a descoberta dessas peças, que, segundo interpretações, representam um cenário de retorno da água após um longo período de seca.

A imagem foi encontrada em um dos frisos da antecâmara de uma das salas cerimoniais, como parte de um edifício de 874 metros quadrados.

Na cena, você pode ver um sapo, um ícone realmente importante na cosmovisão andina, pois representa as chuvas e a água dos rios, um elemento essencial para a agricultura. Outra imagem representativa é a cabeça que representa o ser humano, que precisa de água para poder continuar vivendo. Por essas razões, o arqueólogo considera que seria uma maneira de manter a memória do infortúnio ocorrido e das dificuldades que enfrentavam devido às mudanças climáticas.

Machu Picchu Viagem, oferece em Machu Picchu Tours, Cusco e outros locais turísticos do Peru, bem como passeios de fornecer na América do Sul, sempre com responsabilidade social e sustentabilidade, oferecendo segurança e confiança, oferecendo mais e melhores serviços a cada dia, para tornar a sua Visite uma experiência inesquecível.

Portugués, Brasil